Rugby Mania

Paul Tait

Paul começou a escrever para RugbyMania em 2008. Nascido na Nova Zelândia, mudou-se para o Brasil após encontrar sua esposa brasileira nos EUA, quando trabalhava por lá em 2002. Ele mora permanentemente aqui desde 2006. Seu maior interesse é ver mais equipes competindo em alto nível para termos melhores mundiais de rugby. Paul escreveu um livro Rugby World Cup Argentina 2023 que foi publicado em 2012. Contato: paul_tait@rocketmail.com

Twitter Paul Tait

Com 17 pontos de Benjamín Urdapilleta, Oyonnax é campeão do Pro d2

abril 16, 2013 às 00:22h
InternacionaisNotícias
Tags: , , , , ,

Ben Urdapilleta

Existem jogadores que se movem de uma competição profissional para outra para encontrar seus pés e, no caso da Puma Benjamín Urdapilleta isso é exatamente o que aconteceu na temporada de 2012-2013. Urdapilleta mudou da Inglaterra para a França depois de jogar no Harlequins na temporada passada, mas não foi capaz de estabelecer-se como titular. Ele jogou em grandes jogos, incluindo partidas do Heineken Cup, mas foi deixado fora da equipe que conquistou o Aviva Premiership. Em busca de mais tempo no campo, Urdapilleta mudou não só para França, mas para a segunda divisão, um clube de uma pequena cidade com base em Oyonnax no leste da França perto da Suíça.

A mudança para Oyonnax deu resultados significantes par Urdapilleta. Ele foi titular em 25 das 27 partidas na posição preferida dele – abertura. Além disso, Urdapilleta foi responsável para chutar os gols durante maior parte da temporada. No Sábado passado ele chutou cinco penais e uma conversão na derrota de 30-29 contra Brive, mas ao perder por menos de sete pontos, o clube ganhou um ponto de bonus, o que significa que Oyonnax agora tem 102 pontos no Pro D2. Os 17 pontos marcado por Urdapilleta significam que até agora ele marcou 220 pontos na temporada. Ou seja, ele marcou mais  mais do que todos de Marcelo Bosch, Felipe Contepomi, Santiago Fernández, Martín Rodríguez Gurruchaga, Juan Martín Hernández, Ignacio Mieres, Martín Bustos Moyano e Nicolás Sánchez.

Entre eles, é provável que todos irão jogar para a Argentina em 2013. Bosch, Fernández, Rodríguez Gurruchaga, Hernández e Sánchez são altamente propensos a jogar no Rugby Championship e, em outras palavras, nenhum deles podem enfrentar a Inglaterra ou a Geórgia em junho. Em 2012 a mesma coisa aconteceu e com isso Contepomi jogou de primeiro centro e Mieres de abertura em dois jogos e Urdapilleta em um. Este ano Contepomi será o ultimo para Contepomi. Ele vai parar de jogar rugby e se mudar da França. O destino dele será Buenos Aires onde ele  começará a vida pós rugby como médico em tempo integral. Enquanto Urdapilleta não é provável de ser utilizado como um goalkicker em junho, sua forma no pro d2 sugere que ele será usado como titular em junho. Se isso acontecer, seria realmente impresionante e em seguida ele retornaria para a França para jogar como abertura para Oyonnax no Top 14.

Enquanto ainda há três rodadas restantes, Oyonnax não pode ser alcançado por qualquer clube agora pois ele tem 20 pontos a mais que a próxima equipe colocada. Em outras palavras, Oyonnax foi promovido para o Top 14 como o campeão Pro D2. Ele agora pode começar a se planejar para a temporada 2013-2014, que será difícil. O clube pode aprender com os erros dos outros clubes que não conseguiram recrutar inteligentemente. A sobrevivência de Bordeaux-Begles durante as duas últimas temporadas mostram claramente para equipes com orçamentos menores que o que mais importa é saber como recrutar jogadores. O clube tem uma impressionante lista de backs que marcaram tries notaveis contra clubes fortes, incluindo o lider da competição, Toulon. O clube está longe de ser completo e na primeira linha, jogadores de qualidade fazem muita falta e Bordeaux-Begles terá que garantir melhores jogadores nas primeiras e segundas linhas para a próxima temporada. Um outro caso é Grenoble, que ganhou muitos jogos graças a bons jogadores recrutados mais barato. Em contraste com Bordeaux e Grenoble, clubes como Mont de Marsan e Lyon não recrutou bem o suficiente e pagou o preço.


No início da temporada, as chances de promoção de Oyonnax para o Top 14 apareceram fracas. A equipe teria que lutar com uma série de ex-integrantes do Top 14, incluindo Albi, Auch, Brive, Colomiers, Dax, La Rochelle, Lyon, Narbonne e Pau. Todos destes clubes, menos La Rochelle e Lyon, são localizado no Sudoeste da França, a tradicional fábrica do rugby francês. Este ano, ambos os clubes rebaixados do Top 14 são do Sul-Oeste também , com Mont de Marsan e Agen já definidos para aumentar a representação da região na segunda divisão. Quem juntará Oyonnax no Top 14 na proxima temporada ainda será confirmado, mas neste momento parece que será um de La Rochelle, Brive, Pau, Aurillac, Lyon ou Tarbes que são classificados entre segunda e sétima em nesta ordem. Os clubes que terminarem de segundo (atrás Oyonnax) para quinto vai disputar os semi finais do Pro d2 com o vencedores disputando a ultima vaga no Top 14.

Resultados da Rodada 27
Aix-en-Provence 27-12 Albi
Aurillac 32-17 Carcassonne
Béziers 23-9 Colomiers
Lyon 32-25 Massy
Narbonne 31-15 Auch
Tarbes 44-12 Dax

Pau 40-25  La Rochelle

Pro d2

1 Oyonnax 102
2 La Rochelle 82
3 Brive 82
4 Pau 80
5 Aurillac 73
6 Lyon 71
7 Tarbes 71
8 Narbonne 66
9 Carcassonne 64
10 Colomiers 57
11 Albi 54
Auch 12 45
13 Béziers 45
14 Aix-en-Provence 43
15 Dax 41
16 Massy 32

* Campeão
* Semi Finais
* Rebaixamento

Compartilhe
Facebook Twitter Email Delicious

Comente

*
*

Cadastre-se em nossa newsletter E-mail