Rugby Mania

Caio Carvalho

Paulistano, nascido em 1986, e apaixonado por Rugby em todos os sentidos. Sou Primeira Linha, comecei a jogar em 2005. Em 2009 fiz o curso de coaching nível 1, em 2010 o de auxiliar de arbitragem, e em 2011 o de arbitragem nível 1. caio@rugbymania.com.br

Twitter Caio Carvalho

Astro do rúgbi visita projeto social e coloca crianças para dançar o Haka

março 11, 2013 às 02:01h
NacionaisNotícias
Tags: ,

sean_fitzpatrick_in_Rio

Ex-jogador Sean Fitzpatrick está no Rio para participar do Prêmio Laureus, na próxima segunda-feira, e aproveitou para conhecer a comunidade.

Ninguém entre as várias dezenas de crianças e jovens do projeto social “Luta pela Paz”, do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, imaginou um dia testar o gingado brasileiro dançando o haka, uma famosa dança ancestral do povo Maori da Nova Zelândia. Mas, neste sábado, uma parte dos 1.700 integrantes da iniciativa teve a chance de conhecer um pouco da cultura de um país bem distante e diferente do Brasil e ainda receber a visita ilustre do famoso capitão da equipe neozelandesa de rúgbi, All Blacks, Sean Fitzpatrick.

– Isso dá uma oportunidade para as crianças. Estamos dando oportunidade através do esporte. E como dizemos no Laureus. O esporte tem o poder de mudar o mundo. E, pelo o que estamos vendo aqui, está mudando – afirmou.

Fitzpatrick, que está no Rio de Janeiro para participar do Prêmio Laureus na próxima segunda-feira, encarou o forte calor com muita disposição e simpatia. Ele conversou com membros do projeto, assistiu a apresentações de boxe, judô, taekwondo e capoeira e ainda distribuiu autógrafos.

– Muito legal receber a visita dele aqui. Ele é muito simpático e acho que isso vai fazer abrir mais portas para o projeto. Há seis meses eu estava envolvido com drogas, envolvido com o crime. Agora, estou aqui, focado, me recuperando. O projeto foi fundamental para isso – contou Anderson Gonçalves, de 24 anos, aluno de boxe.

Um grupo de crianças tentou ensinar o visitante a tocar alguns instrumentos típicos da capoeira, como o atabaque. Fitzpatrick, no entanto, mostrou mais disposição do que talento. Em “troca”, deu aulas de haka. Os integrantes do projeto se divertiram com a dança que é tradicionalmente usada pelos All Blacks como uma forma de unir os jogadores e entusiasmá-los para o jogo a seguir.

– Foi muito divertido. Achei bem legal e diferente das danças daqui. O mais engraçado é aquela hora que a gente tem que agachar – disse Vitor Luis Moreira, de 12 anos, aluno de capoeira e luta olímpica.

O astro do rúgbi ficou satisfeito com o desempenho dos jovens.

– O que importante é a intensidade e estarem juntos. E, como vocês podem ver, eles têm um grande senso de equipe – disse Fitzpatrick.

A Luta pela Paz é uma associação que utiliza o boxe e as artes marciais combinados com educação e desenvolvimento pessoal para desenvolver o potencial de jovens em comunidades carentes que sofrem com o crime e violência. Neste sábado, Sean pôde conhecer um pouquinho do trabalho realizado pela ONG em sua academia-sede, na comunidade de Nova Holanda.

Sean Fitzpatrick, que completa 50 anos em junho, é considerado um dos maiores jogadores de rúgbi da história. Capitão de sua equipe neozelandesa, colecionou títulos no fim da década de 80 e na década de 90. Após o fim da carreira, seguiu sendo uma referência no rúgbi em todo mundo e, hoje, faz parte do painel de 46 lendas do esporte da Academia Laureus.

Um breve resumo da carreira de Sean Fitzpatrick:

Imagem de Amostra do You Tube

Fonte: Globoesporte.com, foto de Lydia Gismondi

Compartilhe
Facebook Twitter Email Delicious

Comente

*
*

Cadastre-se em nossa newsletter E-mail