Rugby Mania

Karlla Davis

Colunista do RugbyMania desde 2010. Email de contato: karlla@rugbymania.com.br Twitter: @lijasmim Apesar de tentar falar um pouco sobre a experiência que vivo atualmente, meu foco nesta coluna é o Rugby Feminino e também a arbitragem.

Twitter Karlla Davis

Arbitragem – Preparação antes do jogo

março 2, 2013 às 18:43h
Notícias
Tags:

Há algum tempo eu era uma jogadora de rugby. Um dia antes das competições me focava no que eu deveria fazer, o que minha posição exigia. Precisava saber o que meu time esperava de mim, minhas qualidades, fraquezas e me focava nos meus pontos fortes. Quando capitã, pensava na equipe, em como extrair o melhor delas, em como trabalharíamos como grupo.  Arrumava minha mala, ajeitava meu uniforme, preparava minha comida do dia, e tentava relaxar, afinal os nervos começam a ficar tensos (pelo menos pra mim) e o frio na barriga chega muito antes do início da partida.

 

Imagem: Annemarie Farrell

Vejo minha vida mudando e hoje, já aposentada e com dedicação exclusiva à arbitragem, minha preparação também mudou e agora divido com vocês minha rotina normal, um ou as vezes até dois dias antes do grande momento.Já pela manhã confirmo todas as informações da partida: Horário, local, cores das equipes, nível de jogo e sempre que tenho acesso aos relatórios das equipes participantes e faço uma busca no youtube. Não assisto ainda, deixo tudo organizado para depois.Minha rotina do dia é praticamente normal, realizo minhas atividades diárias e como em geral os jogos caem no fim de semana tento sair com os amigos, sem bebidas alcóolicas ou exageros na alimentação, pra mim funciona bem porque fico mais tranquila.

Imagem do arquivo pessoal de Karlla Davis

 

 – Livro IRB Rugby Laws atualizado
– Apito e bandeiras
– Cartões, papel, lápis, apontador
– Uniforme limpo, uniforme extra, ambos limpos e apresentáveis
– Chuteira ou chuteiras (caso eu não saiba como é o tipo de grama do jogo)
– Relógio e relógio reserva
– Lentes de contato e lentes reserva, óculos (para caso de irritação ou algum acidente)
– Kit de emergência, sabonete, toalha pequena, líquido para lentes de contato, colírio, remédio para dor de cabeça, acessórios para o cabelo, absorvente, protetor solar
– Comida (algumas vezes não tem nada ao redor e preciso colocar alguma glicose neste corpo pequeno): em geral levo bananas, uvas lavadas e gatorade além das minhas barras e sumplementos energéticos

 

Pego meu diário de arbitragem e lá eu leio minha última avaliação da temporada. Como vou apitar um jogo de XV não vou revisar a temporada de 7’s e sim o último jogo de XV que apitei. Penso no que melhorei de lá pra cá, o que eu preciso trabalhar e escolho seis pontos: três positivos (que devem ser mantidos) e três a melhorarem ao longo da estação. Anoto minhas espectativas sobre o jogo e o que eu espero de mim mesma .Então volto ao jogo, vou até o google maps, organizo meu horário de saída e ajusto meu alarme. Vejo o que tenho de informação das equipes se tenho algum jogo para assistir, se não tiver,  assisto um jogo legal completo no youtube.Como sei que não vou dormir cedo, tento fechar a noite com confiança, penso nos pontos positivos, refaço algumas situações difíceis que já vivenciei, vejo como eu faria novamente, repenso nos meus sinais secundários, no meu desempenho e tento relaxar. Depois disso, tento dormir e acordar inteira para o lindo dia de aprendizado que virá pela frente.

No dia da competição, ou jogo, acordo segundo o meu alarme. Tomo banho e me visto para sair. Um café preto, yogurte e algumas torradas em geral é o que eu como pela manhã, especialmente se for muito cedo. Chego em geral sempre no horário certo, nos EUA especialmente o horário é sagrado e costumamos respeitar muito isso, uma hora antes do início da partida. Organizo meu material, caminho pelo campo para avaliação, reúno as equipes para checagem das chuteiras e acessórios, faço minha conversa com os capitães e jogadores, realizo o sorteio e passo para o aquecimento.

Então vem o melhor: o jogo.
——–
E você, como é seu ritual antes do jogo?
Espero que tenha gostado!
Abraço,
Karllinha
—-
Essa matéria foi publicada originalmente no Blog Rugby Feminino Brasil.
Compartilhe
Facebook Twitter Email Delicious

Comente

*
*

Cadastre-se em nossa newsletter E-mail