Rugby Mania

André Handoff

Um Primeira Linha do Nordeste Brasileiro. andre@rugbymania.com.br

Twitter André Handoff

Final da Copa do Brasil 2012: Alecrim-RN x Indaiatuba-SP

setembro 20, 2012 às 12:12h
AgendaDestaqueNacionaisNotícias
Tags: , , , ,

 

 

 

 

 

Divulgação

 

 

Chegou o momento esperado por todos que acompanham esta coluna. O Alecrim UNI-RN Rugby enfrentará neste sábado, dia 22 de Setembro, a equipe paulista de Indaiatuba, os Tornados Indaiá. O evento tomará partida às 15:30 (logo após a semifinal do Super 10 que será transmitida pela TV e Internet a partir de 13:30), o palco da final será no Embú das Artes região metropolitana de São Paulo.

Os potiguares vão com a formação que logrou vitória nas últimas partidas. Os oito primeiros jogadores dando um bom peso e força ao scrum e os backs com boa velocidade e entrosamento. A equipe de Natal está preparada para a final, mas tem em mente que será uma batalha dificílima. Esta final tem um sabor anormal de “quase lá “: o campeão da Copa do Brasil não tem tempo de comemorar o título uma vez que deve focar todas suas forças na última partida da “via crucix”, a partida de acesso contra o BH Rugby, último colocado do Super 10 de 2012.

 

Indaiá RC venceu Londrina RC e o Charrua RC. É uma equipe destemida e muito forte.

 

Vale ressaltar e explicar a “via crucix” da segunda divisão nacional. É o caminho que uma equipe deve percorrer para participar da elite do rugby brasileiro, ou pelo menos tentar. Tomaremos a equipe potiguar como exemplo: 1º lugar na fase de grupos do Nordestão 2012; campeã invicta do Nordestão 2012 (participaram 8 equipes); venceu a quarta de final  da Copa do Brasil contra o Guanabara-RJ; venceu a semifinal contra os Goianos-GO; disputará a final contra o Indaiá RC e, se vencer, terá direito de jogar contra o BH Rugby para que, vencendo novamente, possa participar do Super 10 do ano de 2013. Dificíl? Pode até ser, mas é esse o combustível que motiva o rugby nordestino.

 

Alecrim UNI-RN chega em São Paulo nesta quinta-feira, dia 20 de Setembro e permanecerá em concentração até o momento da partida.

 

As dificuldades estão latentes em cada treino, em cada jogo, cada ruck, scrum, maul ou lineout. Acreditem: o que gera a superação não é apenas observar a dificuldade, é a responsabilidade do rugbier de querer atravessá-la, ele deve gostar dessas situações desconfortáveis, sentir prazer ao ser duramente tacleado e manter  a posse de bola, entrar em um scrum e reverter a posse de bola para sua equipe ou dar um longo passe de 30 metros perfeitamente, qualquer que seja a situação, do atleta apenas é exigido sua atitude. É terminar a partida e ao invés de dizer “eu poderia ter feito…”, estufar o peito, levantar a cabeça independentemente do resultado, sorrir e dizer “eu fiz”.

 

Divulgação

 

Enfim, todas essas emoções sentiremos na final da Copa do Brasil ao acompanhar este humilde time nordestino que, sente a dor da falta de reconhecimento do esporte como qualquer equipe brasileira, mas tem a raça e o apoio de todo o Nordeste. Vamos Alecrim!

 

 

fonte: CBRu

Compartilhe
Facebook Twitter Email Delicious

3 Comentários

  1. Vitor disse:

    Lágrimas nos olhos !!! Sábado é mais uma batalha !!

  2. Dragão disse:

    Vamos caralhoooooo! É o ALECRIM, É O NORDESTE!

  3. CLAYTON disse:

    A força do Nordeste,estarei la para torcer pelo Alecrim!

Comente

*
*

Cadastre-se em nossa newsletter E-mail