Rugby Mania

Caio Carvalho

Paulistano, nascido em 1986, e apaixonado por Rugby em todos os sentidos. Sou Primeira Linha, comecei a jogar em 2005. Em 2009 fiz o curso de coaching nível 1, em 2010 o de auxiliar de arbitragem, e em 2011 o de arbitragem nível 1. caio@rugbymania.com.br

Twitter Caio Carvalho

Definidos os confrontos das quartas de final do Super 10

agosto 21, 2012 às 18:27h
DestaqueNacionaisNotícias
Tags: ,

Pela última rodada da fase de grupos, SPAC e São José ficam com 100% de aproveitamento, Desterro surpreende Pasteur em São Paulo e fica em segundo lugar do grupo amarelo, e Bandeirantes derrota Curitiba Rugby/Unibrasil na capital paranaense

São Paulo (SP) – Com 100% de aproveitamento, SPAC e São José confirmaram neste sábado (18) a melhor campanha da fase de grupos do Super 10 – Brasileiro de Rugby. Jogando pela quinta e última rodada da fase de grupos, os joseenses venceram o Farrapos por 26 a 3, em Bento Gonçalves (RS), enquanto o SPAC derrotou o Rio Branco por 29 a 12 no clássico paulista. Além disso, o Bandeirantes ficou com a vice-liderança do grupo verde após vencer o Curitiba Rugby/Unibrasil por 26 a 23 na capital paranaense e o Desterro garantiu a segunda colocação do grupo amarelo com uma vitória sobre o Pasteur por 14 a 13 em São Paulo. No dia 1o de setembro, as oito equipes começam a disputa das quartas de final do torneio.

Depois de um susto no começo do campeonato, com uma vitória conquistada nos minutos finais diante do Curitiba Rugby (18 a 17), o SPAC encontrou e manteve seu padrão de jogo, vencendo Niterói (27 a 5), Bandeirantes (41 a 12) e Rio Branco (29 a 12). Neste sábado, diante da sua torcida, o clube da zona sul de São Paulo fez um ótimo primeiro tempo, chegando ao intervalo com 13 pontos de vantagem no placar. No segundo tempo, os pelicanos voltaram motivados a virar a partida e logo aos dois minutos Daniel Alex fez um try, convertido por Allan Careca. Contudo, o SPAC não se abateu e aproveitou os erros do adversário para conquistar mais dois penais, convertidos por Leandro Amaral, o Leco. Em uma bela jogada individual, Allan Careca marcou mais um try para o Rio Branco, não convertido, mas a reação dos pelicanos acabou por ai. Leco converteu mais um penal para os paulistanos e Gustavo Mattos fez um try, novamente convertido pelo camisa 10, encerrando a partida em 29 a 12.

“Nosso diferencial foi o crescimento do grupo e a implementação do nosso padrão de jogo. Também contamos com uma linha de fowards muito habilidosa e com o bom trabalho em conjunto, aliado ao talento do Leco como chutador, conseguimos superar nossos adversários e chegar até aqui”, comenta o capitão João Neto. Nas quartas de final, o adversário dos paulistas será o Farrapos, que perdeu para o São José e ficou com a quarta colocação do grupo amarelo.

Heptacampeão nacional e novamente favorito ao título, o São José chega a segunda fase do Super 10 invicto, com vitórias sobre BH (34 a 8), Desterro (15 a 14), Pasteur (45 a 7) e Farrapos (26 a 3). Agora o time do Vale do Paraíba irá encarar o Rio Branco, que acabou com a quarta colocação do grupo amarelo. Com três derrotas e uma vitória na fase de grupos, os pelicanos precisam superar os erros e aproveitar a experiência dos jogadores mais antigos para continuar na luta pelo título nacional.

“Mudamos muito em relação a partida diante do Niterói. Tínhamos jogadores novos sem ritmo que melhoraram e hoje os jogadores mais experientes fizeram a diferença.”, explica Miguel Angel Diaz, treinador do Rio Branco.

O Desterro foi quem mais cresceu na primeira fase. Depois da derrota para os joseenses na segunda rodada, os catarinenses Farrapos e Pasteur fora de casa, e o BH no Campo da Tapera em Florianópolis. Com a segunda posição no grupo amarelo, o próximo adversário será o Curitiba Rugby/Unibrasil, terceiro colocado do grupo verde. Os paranaenses fizeram uma partida muito equilibrada contra o Bandeirantes valendo a segunda posição no grupo verde, porém o clube paulista conseguiu reverter a situação nos 10 minutos finais da partida. Com o placar anotando 23 a 16 para os curitibanos, os paulistanos fizeram um try de Marcelo Bellorio, convertido por Bernardo, e Fernando Portugal acertou um belo drop goal aos 35 minutos do segundo tempo, deixando o placar em 26 a 23. O Band agora encara o Pasteur, que após um bom começo de temporada, cometeu deslizes nas duas últimas partidas, encerrando a campanha com duas vitórias e duas derrotas, e a terceira posição do grupo amarelo.

Niterói e BH folgaram nessa rodada e como ficaram com a última colocação em seus grupos, fazem um jogo, no dia 1° de setembro, para definição do nono lugar na competição. O perdedor da partida disputa uma vaga no Super 10 do ano que vem contra o campeão da Copa do Brasil – Brasileiro de Rugby 2ª Divisão.

Confira as partidas de quartas de final, que serão realizadas no dia 1° de setembro:

São José x Rio Branco – São José dos Campos (SP)
Desterro x Curitiba Rugby/Unibrasil – Curitiba (PR)
SPAC e Farrapos – São Paulo (SP)
Bandeirantes x Pasteur – São Paulo (SP)

Confira os resultados da quinta rodada da fase de grupos:

Curitiba Rugby/Unibrasil 23 x 26 Bandeirantes
Árbitro: Henrique Platais

Farrapos 3 x 26 São José
Árbitro: Ricardo Sant`anna

Pasteur 13 x 14 Desterro
Árbitro: Xavier Vouga

SPAC 29 x 12 Rio Branco
Árbitro: João Mourinha

Classificação (Pontuação):

Grupo Amarelo
São José – 19 pontos
Desterro – 15 pontos
Pasteur – 11 pontos
Farrapos – 5 pontos
BH – 0 ponto

Grupo Verde
SPAC – 18 pontos
Bandeirantes – 13 pontos
Curitiba Rugby/Unibrasil – 8 pontos
Rio Branco – 6 pontos
Niterói – 4 pontos

Maiores pontuadores
1º Leandro Amaral (SPAC) – 68 Pontos
2º Bernardo (Bandeirantes) – 38 pontos
3º Breno Campos (Curitiba Rugby/Unibrasil) – 21 pontos

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) possui patrocinadores de relevância no País: Topper, Bradesco, Heineken, JAC Motors, Deloitte e Probiótica. Também participam o Grupo CCR como Incentivador e as empresas Cultura Inglesa, Companhia Athletica, Cremer, BR Properties e Travel Ace Assistance como Parceiros. O rugby é o segundo esporte mais praticado no mundo, têm 5 milhões de jogadores e está presente em 120 países. No Brasil, são mais de 100 mil seguidores, mais de 200 agremiações esportivas e 10 mil atletas registrados, números que, somados à volta da modalidade ao programa olímpico nos Jogos do Rio 2016, fizeram a International Rugby Board (Federação Internacional de Rugby) eleger o Brasil como prioridade estratégica de investimento.

Fonte: ZDL

Compartilhe
Facebook Twitter Email Delicious

Comente

*
*

Cadastre-se em nossa newsletter E-mail