Rugby Mania

Davi Michel Hrabal

Gaúcho de Canela, serra Gaúcha, rugbyman à 9 anos, co-fundador do segundo clube de rugby do RS, primeiro da serra gaúcha, Guará Rugby Clube, fundado em 22/02/2003, clube apadrinhado pelo Charrua RC da capital Porto Alegre. Sou também conhecido como Tcheco, Davizinho, Casado, Canela e Gaúcho. Com passagens por Guará RC (RS), São José RC (SP) e Jacareí RC (SP), hoje atualmente integro a equipe RC Val de Biévre de Villejuif, suburbio de Paris, França, clube da divisão Honneur amadora da região de Ile-de-France, jogo na posição de hooker(talonneur), nascido 06/05/1987. Colunista responsável pela cobertura de bastidores e opiniões sobre o rugby francês. Contato: davi@rugbymania.com.br

Twitter Davi Michel Hrabal

Oh, la raclée: França vence Argentina

junho 24, 2012 às 18:48h
InternacionaisNotícias
Tags: , , , , , , , , , , ,

 

Foi uma partida muito diferente da ocorrida semana passada em Cordoba. Em Tucuman, finalmente os Bleus quebraram uma invencibilidade que durava desde 1998.

Finalmente, desde 1998 sem ganhar dos Pumas em terras argentinas, os Bleus venceram e de forma contundente, numa partida onde os francêses marcaram 6 tries, mostraram mais disciplina, entrosamento e organização, e os Pumas não fizeram o mesmo que na semana passada, em Cordoba.

A aposta do treinador dos Bleus, Philippe Saint-André, em uma nova “charnière” (dupla que distribui o jogo, meio scrum e abertura) formada pelo jovem Maxime Machenaud e pelo experiente Frédéric Michalak, mostrou resultados. Um jogo mais dinâmico aos moldes do tradicional “french flair”, onde os Bleus ditaram o ritmo e as ações do jogo, com Michalak como o maestro, abrindo bem a bola com ótimos passes e chutes, de onde sairam a maior parte dos tries.

(Frédéric Michalak)

Uma grande apresentação de Michalak, em seu retorno como titular da camisa 10 (abertura) dos Bleus, e de Machenaud que mostrou serviço para sua primeira convocação como camisa 9 (meio scrum). Outros destaques foram Mermoz, Fritz, Ouedraogo, Picamoles, Papé, Fall, Huget, Debaty. Mermoz inclusive fez um belo try, roubando a bola num passe argentino antes do meio campo e correndo livre para marcar o try. Ponto negativo para a torcida dos Pumas neste lance, que lançou um rolo de papel na direção de Mermoz no momento do try.

(Maxime Machenaud em ação pela França)

Assim os Bleus deram uma grande “raclée”* nos Pumas (mesmo que alguns jornalistas francêse insistam em dizer que era uma equipe B dos Pumas) que, com várias mudanças na equipe em relação à semana passada, não manteve o mesmo rendimento e não ofereceu muita resistência, oque ficou claro no placar, onde até os dez últimos minutos de jogo haviam apenas marcado 3 pontos em uma penalidade convertida por Contepomi nos minutos iniciais da partida.

Os Pumas ainda conseguiram no final da partida marcar um try aos 75 minutos, marcado por De La Vega e convertido por Contepomi, mas não foi o suficiente para uma reação.

(Felipe Contepomi, Pumas, em ação.)

Argentina 10

1 Penalidade convertida por Contepomi;

1 Try de De La Vega, convertido por Contepomi;

França 49

3 Penalidades convertidas por Michalak

6 Tries, 1 de Fall, 2 de Huget, 1 de Machenaud, 1 de Mermoz e 1 de Lapandry;

5 Tries convertidos por Michalak;

 

Abaixo video do resumo da partida:

http://www.dailymotion.com/video/xrq76r

 

 

*Raclée: expressão francêsa, para dizer surra, uma equipe que “prende une raclée”, leva uma surra, lavada, ou no jargão esportivo bem brasileiro, um chocolate.

 

 

Texto: Davi Michel Hrabal

Fonte: Lerugbynistere.fr

 

 

 

Compartilhe
Facebook Twitter Email Delicious

Comente

*
*

Cadastre-se em nossa newsletter E-mail